segunda-feira, 5 de fevereiro de 2018

Canela

Entra um pequeno grupo de turistas japoneses na loja, todos idosos. Só a guia que os acompanhava falava inglês.
Por razões que desconheço pedem canela.
Trago a canela em pó e em pau e todos exclamam em uníssono: Ohhhh
Cada um escolhe um ou dois pacotinhos e começam a estender-me as notas para pagar. Todos tinham notas de 20 euros para pagar pacotinhos de canela que custam 0,55 e 0,75 cêntimos respectivamente.
Eu aborrecida com tanto troco difícil lá os vou despachando.
No final saiem e quando eu pego nas caixas da canela para as levar de volta à prateleira, reparo que no chão ficou uma capinha plástica.
Porque era plástica reparo facilmente que estava cheia de notas de 20 euros e vários cartões de crédito.
Saio a correr para a rua e ainda os encontro parados no largo.
Devolvo a capinha plástica e ouço de novo em uníssono: Ohhhhh.
Vêem atrás de mim fazendo vênias subtis. Regressam à loja e cada um deles escolhe uma garrafinha de azeite da cooperativa de Portalegre para levar.
Viram, fregueses? Ser honesta sempre compensa

domingo, 4 de fevereiro de 2018

Agora pense...

O freguês gosta de estar numa fila e ser empurrado? Gosta de dedos em riste à frente dos olhos? Gosta de ser apalpado num autocarro?
O freguês gostaria de ser amassado no meio de uma multidão? Que lhe sintam a rijeza das carnes e a frescura da pele?
Não, pois não?
É que o pão, a fruta, o queijo, os bolos, os rebuçados de ovo, quiça até um sabonete...também não...
 

#nãomexasenãoquerlevar
#estamoscaparaesclarecer
#denada

sábado, 8 de abril de 2017

O arroz das mães

Dona Isabel Graça escolhendo arroz:
- Oh Catarina, a minha mãe fazia um arroz tão bom e sequinho, eu nunca consegui acertar com o arroz que ela usava
- Acho que isso não tem a ver com o arroz que se usa Dona Isabel, isso é uma lembrança boa de mãe
- (ela sorrindo) É capaz de ter razão....

segunda-feira, 3 de abril de 2017

sábado, 1 de abril de 2017

Amêndoa de Portalegre




Preparando encomendas das melhores amêndoas do mundo. Daqui até à Páscoa pode fazer a sua encomenda, freguês, enviamos por correio, basta escrever para merceariademarvao@gmail.com

sábado, 24 de dezembro de 2016

Desejo de Ano Novo

"Quando, finalmente, encararmos as autarquias sem preconceitos políticos e partidários, mas com a noção de que o que importa são as pessoas (todas as pessoas!) então também se cumprirá o Natal em Portalegre, no seio de uma família mais vasta que tem tanto a dar de si, como a receber – a família portalegrense."

Excerto de uma crónica de Luís Pargana